Vacina SALVA vidas. Vacine-se!

Efeitos da Cafeína no Humor e Desempenho de Ciclistas

Café e Ciclismo
Categoria: Ciclismo, Estudos Tags:

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

A cafeína tem sido utilizada para maximizar o desempenho em atividades esportivas com exercícios aeróbicos (esforços moderados de média e longa duração) e anaeróbios (esforços de alta intensidade e curta duração) com o objetivo de amenizar a fadiga.

Entretanto, há informações no mínimo contraditórias na literatura científica sobre os reais efeitos da cafeína no desempenho esportivo de ciclistas de alto nível.[/vc_column_text][vc_column_text]Um estudo realizado por João Guilherme Carneiro¹ no programa de Pós-Graduação em Educação Física pela UEM-UEL, Londrina-PR, demonstra não haver influência perceptível na ingestão de 6 mg.kg-1 de cafeína em Teste Contrarrelógio (TT) de 1 km.

Participaram deste estudo dez ciclistas saudáveis, de sexo masculino, selecionados voluntariamente, com idade média de 27 anos e tempo médio de pratica na modalidade de 7 anos. Uma parte dos voluntários ingeriu cafeína pura e a outra um placebo cerca de 60 minutos antes da atividade. Após os testes de contrarrelógio de 1 km, realizados a cada 72 horas, os indivíduos também respondiam um questionário de humor no início e no término do exercício.

Nenhuma diferença significante foi encontrada entre os dois grupos: os que ingeriram cafeína pura e os que ingeriram apenas placebo.[/vc_column_text][vc_column_text]Contudo, há um outro estudo, mais recente, realizado pelo pesquisador Paulo Estevão Franco Alvarenga² na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, indicando que a cafeína é capaz de atenuar e reverter a sensação de fadiga mental e consequentemente melhorando o desempenho de atletas de ciclismo.

Foram utilizados doze atletas com experiência em TT há pelo menos 2 anos em um teste contrarrelógio de 20 km. O resultado indicou que a cafeína foi capaz de bloquear os efeitos negativos da fadiga mental, melhorou o desempenho dos atletas e diminuiu a percepção relativa de esforço.[/vc_column_text]

Conclusão

[vc_column_text]Com base nesses estudos, parece existir uma melhor eficiência da cafeína no desempenho de ciclistas em provas de maior duração como em provas de contrarrelógio de até 20 km.[/vc_column_text][vc_column_text]Fontes:

¹: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-30832013000200012&lng=pt&nrm=iso

²: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100139/tde-09112018-152607/publico/PauloAlvarenga.pdf[/vc_column_text][vc_column_text]Capa por Mike Kenneally em Unsplash[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


/