Qual o melhor freio para bike

Tipos de Freio para Bicicleta
Categoria: Ciclismo Tags:

Qual o melhor freio para bicicleta?

Ao falarmos em freios, temos que ter em mente todo seu conjunto: cabos, alvancas, manetes, conduítes e o próprio freio.

Outras questões como a finalidade do uso da bicicleta, o orçamento e tempo disponível para manutenções, podem ser fundamentais para a escolha de um modelo em detrimento de outro. Por isso, conheça um pouco sobre os diferentes tipos de freios existentes no mercado e veja qual o mais adequado para você.

Quais são os tipos de freios para Bike

São 5 tipos de freios que você pode encontrar no mercado:

1) Freio a Disco Mecânico

Este freio é acionado por cabos de aço, que passam dentro de um conduíte, até chegar ao cápiler (ou pinça) que por sua vez aciona as pastilhas. Estas pastilhas são pressionadas contra os discos (ou rotores) presos ao centro da roda iniciando o processo de frenagem. Uma das principais vantagens em relação ao modelo tradicional, é que as pastilhas não entram em contato com o aro da bike. Dessa forma, pouco importa se o aro estiver empenado.
A manutenção, apesar de ser mais frequente que no modelo abaixo, é também mais barata e pode ser feita por você mesmo.

Freio a Disco

2) Freio a Disco Hidráulico

Neste tipo de freio, o manete possui um reservatório com óleo, que passa pelos conduítes, e transfere a energia aplicada no freio direto nas pastilhas. Como este sistema é bastante eficiente, você consegue controlar a força aplicada nos rotores apenas com o dedo.
A manutenção desde modelo de freio não chega a ser frequente, como a troca de óleo anual por exemplo, mas exige ser realizada por profissionais qualificados. Uma manutenção incorreta pode acarretar na inutilização do seu sistema.

Freio Hidraulico

3) Freio V-Brake

Evolução dos freios tradicionais Cantilevers, os freios V-Brake contam com um cabo que sai direto do manete e aciona diretamente, pelas laterais, os dois braços das pastilha contra o aro da bike. Devido a sua geometria em forma de alavanca, o V-Brake necessita de menos força do ciclista para realizar a frenagem.

Freio V-Brake

4) Freio Cantilever

Modelo tradicional e mais comum nas bikes antigas, este tipo de freio é bastante simples: os cabos de aço saem diretamente do manete e puxam um mecanismo e forma de V, composto por outro cabo, que puxam as pastilhas contra o aro. Caiu em desuso por exigir mais força para realizar a frenagem, a dificuldade para se regular o sistema, a falta de precisão e os problemas que surgem quando o aro da bike esta levemente empenado.

Freio Cantilever

5) Freio tipo Ferradura

Possuem esse nome por ter o formado de U invertido. De tecnologia mais simples, eles ainda são encontrados em bikes speed com um pivô, nos modelos mais antigos, ou dois pivôs nos modelos mais modernos, permitindo maior potência e controle da frenagem.

Freio tipo Ferradura

Que modelo escolher?

Como sempre, o melhor modelo vai depender da finalidade e objetivos que deseja com sua bicicleta. Para um uso mais recreativo, dentro da cidade, você pode perfeitamente optar por uma bike com freios V-brake. Os modelos em alumínio são bastante precisos, leves e exigem uma menor frequência na manutenção.
Caso seu objetivo seja fazer pequenas incursões em trilhas mais leves em terrenos sem asfalto, o ideal é que procure uma bicicleta com freios a disco. Aqui, você já deve ficar atento a que tipo de rotor (ou disco) escolher assim como as pastilhas que serão utilizadas.
Já para os entusiastas por mountain bike e que adoram fazer aquela trilha mais pesada, o freio a disco do tipo hidráulico irá trazer mais segurança e precisão na frenagem.

Foto da capa por Valentin Petkov no Unsplash

Compartilhar