Vacina SALVA vidas. Vacine-se!

Reciclagem: Logística Reversa de Embalagens

Eu reciclo
Categoria: Institucional Tags:

A logística reversa é uma área que trata do fluxo do produto, suas embalagens e materiais, do local de consumo até sua origem.
Seu desenvolvimento se deve, em grande parte, por questões ambientais, como os problemas gerados pela deposição de embalagens de produtos, da recuperação e mesmo das devoluções desses produtos.

Os principais objetivos da logística reversa são:

  • O retorno ou a recuperação de produtos;
  • A redução do consumo de matérias-primas;
  • A reciclagem, a substituição e a reutilização de materiais;
  • A deposição de resíduos;
  • A reparação e refabricação de produtos;

Uma das vertentes mais importantes da logística reversa é a de embalagens. Ela é responsável por um conjunto de ações que promovem a destinação de embalagens para reciclagem ou mesmo para outras utilizações.

‍A reciclagem desses materiais é uma prática recomendada pela política nacional de resíduos sólidos (PNRS) desde 2010, conhecida como Lei N.º 12.305/2010. Mas que começou a ser obrigatória à partir do Decreto Presidencial 9177/2017 em todo território nacional.

O que diz a legislação:

O Brasil e diversos estados possuem leis próprias em relação a logística reversa de embalagens. As empresas devem adquirir Certificados de Reciclagem que seja equivalente a pelo menos 22% da massa total de embalagens colocadas no mercado. Essas leis visam metas progressivas e buscam aumentar os índices de reciclagem no país, entretanto, essa é uma realidade distante visto que o processo de logística é bastante custoso.

“É instituída a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, a ser implementada de forma individualizada e encadeada, abrangendo os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, os consumidores e os titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos, consoante as atribuições e procedimentos previstos…”

Seção II Art.30. da Lei nº 12.305/10

Apesar de ser algo natural para uma empresa que pensa em sustentabilidade, muitas se viram com muitas dúvidas e dificuldades em como viabilizar este processo. Com isso, surgiram diversas empresas, conhecidas como cleantechs, para auxiliar neste processo, tanto do ponto de vista operacional como do ponto de vista de comprovação para órgãos fiscalizadores. Uma destas empresas é a Eureciclo.

Sobre a Eureciclo

A Eureciclo nasceu em 2014 para revolucionar a forma como empresas administram resíduos sólidos. A iniciativa aposta na compensação ambiental, através da remuneração de empresas de reciclagem e agentes ambientais envolvidos nesse processo, que até então não eram remunerados pela triagem de materiais., para compensar os resíduos gerados pela empresa contratante.

A eurecuclo rastreia toda a cadeira de reciclagem, desde a homologação de operadores de triagem, a emissão de suas notas fiscais até a destinação correta de embalagens pós-consumo.

Como funciona a eureciclo?

Primeiro Passo

Os operadores homologados coletam e separam embalagens usadas por grupos de materiais: papel, plástico, vidro e metal. Estes materiais são comercializados para empresas recicladoras. Para ser homologado, o operador precisa garantir ótimas condições de trabalho e comprovador o destino dos recicláveis com notas fiscais.

Segundo Passo

As notas fiscais são rastreadas e validadas para atestar que aquele material foi, de fato, reciclado. Todo esse processo é validado por uma auditoria externa, por análises do site da Receita Federal e também por visitas in loco.

Último Passo

Por fim, são emitidos para empresas os Certificados de Reciclagem, garantindo que parte dos seus resíduos foram de fato reciclados.

Porque Reciclamos

Cada pedido enviado pela Tonowhere utiliza uma embalagem de papelão personalizado, seda e outros itens de papel. Apesar de evitarmos a utilização de plástico, muitas das matérias-primas adquiridas são enviadas com este tipo de proteção. Por este motivo, utilizamos a eureciclo como forma de compensar os resíduos que geramos em nossos processos. Se desejamos preservar o meio ambiente para gerações futuras e sabendo que os recursos naturais são limitados, precisamos reutilizar o que produzimos.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


/